IndieLisboa apresenta 233 filmes nas várias secções

Começa amanhã, quinta-feira, o Festival Internacional de Cinema Independente, o IndieLisboa. Tem mais de 200 filmes na programação. Esta edição número 9 decorre até 6 de Maio.

indielisboa

Os 233 seleccionados resultaram de uma avaliação aos 3.880 que se apresentaram. Há uma grande presença de cinema português, com 38 fitas, e algumas estreias mundiais que decorrerão na Culturgest, Cinema São Jorge e Cinema Londres.

O filme de abertura, quinta-feira, no Cinema são Jorge, é "Dark Horse", de Todd Solondz, uma história de dois trintões ainda com as dores de crescimento. Há ainda "4:44 Last Day on Earth", de Abel Ferrara, e o documentário "Into the abyss", de Werner Herzog.

O cinema português surge com seis longas-metragens e 32 curtas-metragens.

Da competição nacional fazem parte "A casa", de Júlio Alves, "From New York with love", de André Valentim Almeida, "Jesus por um dia", de Helena Inverno e Verónica Castro, e "Por aqui tudo bem", da angolana Pocas Pascoal, no segmento das longas, além do filme de Catarina Ruivo, "Em segunda mão", que registou a última participação do actor Pedro Hestnes, que morreu em 2011.

Entre as 19 curtas-metragens estão "Kali, o pequeno vampiro", uma animação de Regina Pessoa, "Fado do Homem Crescido", de Pedro Brito, "Cerro Negro", de João Salaviza, e "Palácios de Pena", de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt.

Fora de concurso serão exibidos "Rafa", de João Salaviza, Urso de Ouro em Berlim, "Raul Brandão era um grande escritor", que João Canijo fez para Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012, e "A vossa casa", de João Mário Grilo.

A edição de 2012 tem ainda 30 filmes no "IndieJúnior", para os mais novos, e há o IndieMusic, que vai apresentar documentários sobre músicos como Chico Buarque, Sigur Rós e Andrew Bird.

O encerramento terá a projecção de "Le Skylab", ficção autobiografada da realizadora e actriz francesa Julie Delpy, e de "Take Shelter", do autor norte-americano Jeff Nichols.